quarta-feira, 2 de março de 2011

ètica no transito

Alguns amigos sugeriram que se escrevesse algo sobre a ética no trânsito, principalmente considerando os últimos acontecimentos em nossas vias de trânsito.
Talvez um dos fatos mais marcantes foi o atropelamento de ciclistas em Porto Alegra.RS.
Creio que não há de se falar sobre ética no trânsito, uma vez que o que ocorre é a mais pura falta de educação, falta de cordialidade, falta de amorosidade e principalmente a falta de respeito a todos e a tudo.
vPodemos observar que no caso de Porto Alegre ocorreu uma profunda falta de tolerância, e é justamente esta ausência de tolerância que tem causado tantos desastres e tragédias em nosso meio.
Na década de 80 quando ministrava palestras sobre educação de trânsito e direção defensiva havia a disposição um filme fornecido pela Disney cujo titulo se não me falha a memória era “O motorista e o monstro”, cujo personagem principal era o Pateta, que num primeiro momento como o Sr. Caminhante um pedestre muito gentil, observador das normas e regras de transito e de convivência que ao entrar no veículo mudava completamente, passando a ser um individuo arrogante, imprudente, e totalmente a mínima tolerância para com todos. E que acaba por destruir seu veículo em um acidente chegando em casa em cima de um guincho.
Esta pequena história com animação da Disney relata com muita perfeição a nossa realidade no trânsito.
Então como já afirmei não há de se falar em ética antes de se promover uma verdadeira educação ou reeducação de nossos condutores de veículos, talvez após isto possamos falar em ética do trânsito e moralidade no trânsito.
Infelizmente nem nossas autoridades de trânsito estão devidamente preparadas, pois falta lhes uma educação para o trânsito e devem mais do que tudo servir de bons exemplos, e infelizmente não é o que observamos em nosso cotidiano.
Paulo Roberto Martinez Lopes, março,2011

Nenhum comentário: